Vale a pena? Lodo da ETE como biomassa combustivel para caldeiras.

Tenho recebido e-mails de clientes e empresas sobre a questão do lodo da ETE ser aproveitado como combustivel em caldeiras que trabalham com biomassa. A resposta é sim, isso é possível, e a melhor parte!!!!! Sim, vale a pena.


Em tempos de prosperidade as empresas buscam redução de custo, assim conseguem maximizar seus lucros, em tempos de crise esta situação se agrava e uma busca quase frenética se inicia para reduzir os custos. Toda e qualquer tipo de operação é analisada friamente e profundamente buscando operações desnecessárias, ineficientes, ou que possam ser trocadas por outras. Busca-se a troca de um equipamento por outro mais moderno que reduza os custos, troca de matérias primas, e por aí vai.


Em muitas industrias, como as classificadas como eletrointensivas, ou seja, aquelas em que a energia elétrica é considerada como matéria prima, porque é parte essencial do processo e além disso é consumida em grandes quantidades o que faz com que seu custo seja relevante no custo final do produto


O lodo é composto basicamente por água, material orgânico e material inorganico. Atualmente a sua aplicação é pouco explorada, geralmente são enviados para aterros sanitários e sua disposição e transporte não são baratos. Para as industrias que já possuem caldeiras que trabalham com biomassa o lodo passa a ser uma alternativa, porque a sua queima além de reduzir o consumo de combustivel, também reduz o custo com transporte e disposição deste residuo.


Para utilizar o lodo na caldeira, várias etapas devem ser seguidas e uma analise minuciosa de todas as variáveis são feitas, é necessário por exemplo obter uma autorização especial do orgão de meio ambiente do seu estado para que os testes possam ser realizados. Monitoramento das condições de operação da caldeira durante todo o teste também são necessários para verificar se os limites máximos de emissão de poluentes estão sendo atendidos. Além disso um estudo detalhado deve ser feito para verificar as condições de operação da caldeira e evitar intermitências no fornecimento de vapor.


Ficou interessado? Contate-nos, nós podemos te ajudar!

Um Abraço

Rodrigo Ferreira

29 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo